6 tendências de galpões logísticos no Brasil

É fato que a pandemia do COVID-19 trouxe diversas mudanças para o dia a dia das pessoas e também das empresas. Para o mercado de galpão logístico, o impacto foi positivo, visto que o e-commerce cresceu mais de 70%, fazendo com que as organizações buscassem opções para locação. Além disso, o galpão industrial também foi procurado por empresas que tiveram que se desfazer de ativos para reforçar o caixa, enxergando a locação como uma boa saída para manter seu funcionamento.

 

Obviamente, os galpões logísticos não são novos no mercado, visto que há muito tempo as empresas precisam de mais espaço para armazenar suas mercadorias e manter-se ativas. No entanto, é um segmento que está mudando e, por isso, no post de hoje vamos falar sobre as principais tendências no Brasil.

 

  1. Sustentabilidade

 

É fato que a sustentabilidade é um assunto que atualmente vem sendo cada vez mais debatido em todo o mundo e que agrega valor nos negócios. Portanto, no mercado de galpões logísticos isso não é diferente, sendo que a tendência é que os novos empreendimentos já sejam projetados seguindo o conceito de sustentabilidade e aptos para obter as devidas certificações ambientais. Entre algumas das ações, entram em destaque o uso de lâmpadas de LED, que por serem mais econômicas podem reduzir em até 70% os gastos com energia, e também a implementação de reuso de água, capaz de reduzir o consumo em até 55%.

 

  1. Proteção contra incêndio

 

Obviamente, quem utiliza galpões logísticos deseja preservar suas mercadorias e entende a importância de investir em um bom projeto de instalação de proteção contra incêndio. Nesse sentido, a tendência é que os galpões estejam equipados com detectores de fumaça, sprinkles e chuveiros automáticos, pois esse é um investimento essencial para controlar os acidentes de maneira rápida e eficiente. Em relação ao custo, outra tendência é que as construtoras invistam cada vez mais em proteção nos empreendimentos, ficando sempre atentas às normas da legislação vigente.

 

  1. Estrutura e cobertura

 

Com o avanço da tecnologia e desenvolvimento dos projetos, as estruturas dos galpões industriais começaram a ser construídas em modelos mistos, ou seja, a cobertura do local agora é feita com materiais metálicos. Esse modelo se tornou uma tendência e pretende continuar muito presente nos empreendimentos. Isso porque, o esse elemento é mais econômico e tecnicamente superior, oferecendo menos risco e maior proteção às mercadorias armazenadas.

 

Mas, além disso, as estruturas metálicas não exigem manutenção frequente, não apresentam emendas ou parafusos aparentes, assim como promovem maior conforto térmico e acústico. Inclusive, vale ainda destacar que criar espaços transparentes para facilitar a entrada de luz natural também é uma tendência no mercado. Afinal, dessa forma se reduz o uso de iluminação artificial, garantindo maior economia para todos.

 

  1. Rateio de custos

 

Outra tendência que está em alta é a divisão de despesas, que tem como objetivo reduzir os custos e otimizar os recursos das empresas. Afinal, ao utilizar os centros logísticos, que possuem infraestrutura completa para as operações, as locatárias podem ter seus custos rateados, como se fosse um condomínio.

 

  1. Self-storage

 

Caso você não saiba, os self-storages são espaços pequenos dentro dos grandes centros logísticos para varejistas menores, especialmente aqueles que vendem on-line, seja em sites próprios ou em marketplaces. Eles já eram uma tendência, mas com a pandemia foi ainda mais intensificado. Afinal, por meio dele as entregas ficam mais rápidas e ainda é possível reduzir o custo logístico.

 

  1. Indústria

 

É fato que o ano de 2020 foi caracterizado pelo crescimento do e-commerce, que aqueceu significativamente o mercado de galpões logísticos. No entanto, em 2021 e 2022, uma nova movimentação se iniciou: a indústria. Isso porque, ela tende a se instalar em locais com melhores benefícios fiscais, sendo um direcionamento diferente dos segmentos logístico e de e-commerce. Nesse sentido, o setor industrial não precisa estar perto de São Paulo, por exemplo. Portanto, isso motiva a indústria a se movimentar por todo o país, sendo que as demandas vêm surgindo de diferentes tipos de segmento, como de base, de bens de consumo duráveis e não duráveis, farmacêuticas, etc.

 

Expectativas para 2022

 

O ano de 2022 começou aquecido e, segundo especialistas, a expectativa é que 3,8 milhões de metros quadrados estejam disponíveis para locação a fim de atender as empresas. Além disso, a tendência é que o e-commerce continue crescendo, fazendo com que o mercado continue em alta.

 

Portanto, como você viu, os galpões logísticos são excelentes para os diferentes tipos de empresa, atendendo desde e-commerces, até grandes indústrias. Além disso, para quem não tem grande porte empresarial, mas já possui um bom volume de vendas, também pode aproveitar a tendência de self-storage, que são espaços menores. Sendo assim, o mercado de galpões industriais vem crescendo exponencialmente e busca constantemente novas soluções para atender as demandas do mercado. Então, tenha certeza que suas necessidades serão atendidas nesse tipo de empreendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.