Conheça três vantagens para decidir por móveis planejados na sua casa

Com o aumento generalizado dos preços no país, os móveis planejados ganharam ainda mais destaque quando o assunto é mobiliar as casas do brasileiro.

Por serem modulares e possuírem diferentes tipos de material, esses móveis possuem a grande vantagem de possuir um valor adaptável para os clientes.

Dessa forma, é possível ter um projeto sob medida e que atenda a todas as suas demandas, mas sem abrir mão de uma boa dose de economia.

Visto que, alguns detalhes como materiais e puxadores para armários, por exemplo, podem ser escolhidos de acordo com os custos do projeto.

Acompanhe este artigo para conferir como os valores adaptáveis e o melhor custo-benefício dos móveis planejados podem favorecer o seu bolso e te trazer economia.

Valores Adaptáveis

A pandemia trouxe uma interrupção da linha produtiva de matéria prima para os mais diversos segmentos. Todo o mundo sofreu com escassez de matéria prima, inclusive no setor de construção civil.

Materiais como aço e madeira passaram a faltar até mesmo nos fornecedores com maiores estoques. Isso tudo fez os preços dispararem.

Por outro lado, a grande variedade de materiais disponível para a construção de armários planejados, favoreceu a escolha de materiais mais acessíveis e que se adequam a todos os bolsos.

Como exemplo, podemos citar o tradicional MDF branco, que possui o melhor preço dentre os materiais semelhantes, como os amadeirados e os laqueados.

Mas quando presente em um projeto bem executado, dá um toque moderno e clean para o ambiente.

móveis planejados na sua casa
Móveis planejados – Reprodução

Maior valorização dos imóveis para vendas futuras

Um bom aproveitamento de ambientes e dos espaços com móveis planejados traz, sem dúvidas, um excelente custo-benefício para os clientes.

Com essa proposta, há uma boa valorização do imóvel que possui estes móveis, seja apartamento ou casa.

Em busca de maior conforto e espaço nos ambientes domiciliares, as pessoas tendem a pagar mais por imóveis que possuem a proposta de utilização ótima dos ambientes e deixam mais espaço para circulação.

Assim como, móveis planejados inseridos em uma decoração aconchegante com quadros e itens de decoração que passam mensagens de tranquilidade para as pessoas, valorizam ainda mais o imóvel.

Inclusive, com um bom aproveitamento dos espaços, alguns outros móveis passam a ser desnecessários, trazendo ainda mais economia para os usuários de móveis planejados.

Tipos de madeira para móveis

O material mais utilizado em móveis tradicionais é o MDP, do inglês Medium Density Particleboard, que em português quer dizer painel de partículas de média densidade. Sendo composto de madeira e resinas para compactação.

Enquanto que, para móveis planejados, o material mais utilizado é o MDF, do inglês Medium Density Fiberboard, que significa placa de fibra de média densidade.

Ambos os materiais são concebidos sob alta temperatura e pressão. Suas aplicações são inúmeras, desde artesanato até móveis.

Porém, quando se discute estrutura, há diferenças entre estes dois materiais.

Aplicações para o MDP

Por sua maior resistência, esse material é mais utilizado em móveis estruturais. Não permitindo facilmente acabamentos diferenciados e desenhos no seu projeto.

Bons exemplos de aplicação são: portas, homes para TV e composições de móveis, como fundos de armários e gavetas.

Aplicações para o MDF

Para acabamentos mais detalhados e modernos, o material mais recomendado é o MDF. Nesse caso, a estrutura interna do material permite adequações e contornos, o que torna o projeto mais personalizado e adequado para o ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.